Tudo que você precisa saber sobre Mídia Indoor
Tudo que você precisa saber sobre Mídia Indoor
Tudo que você precisa saber sobre Mídia Indoor

Tudo que você precisa saber sobre Mídia Indoor

Carolina Reggiani
escrito por
Carolina Reggiani
Tempo de leitura: 6 minutos

Entenda o que é, como funciona e as vantagens da mídia indoor para o seu negócio

O que é a Mídia Indoor?

A mídia indoor é um ponto de mídia, eletrônica ou analógica, posicionado dentro de um ambiente fechado. Ela tem o papel de informar, entreter e transmitir conteúdo publicitário para o público.

Hoje, a modalidade de mídia digital (eletrônica) conta com diferentes possibilidades de formato de telas e de conteúdos.

Bons exemplos de mídia indoor são as TVs de sala de espera, com conteúdos da instituição, e displays digitais nos corredores de shopping e metrôs. Todo mundo já prestou atenção neles, certo? Essa é vantagem da mídia indoor: ela está estrategicamente posicionada em lugares de grande circulação, visibilidade e espera forçada.

Vantagens

A mídia indoor, como um modelo de marketing, atinge um grande número de consumidores em um ambiente interno específico. Ela é mais focada no público-alvo que os meios de comunicação tradicionais e conta com menos concorrência que o marketing no ambiente online. Por isso, ela é uma excelente estratégia para marcas B2C que querem se destacar no mercado quando o assunto é relacionamento com o consumidor.

Características da Mídia Indoor Digital

A disseminação da tecnologia de Digital Signage possibilitou a expansão desse tipo de mídia. Como explicamos neste post, na dinâmica da sinalização digital as telas estão conectadas pela internet a um software que permite o gerenciamento remoto dos conteúdos a serem transmitidos.

Essa tecnologia gera uma interação muito maior com o público e, consequentemente, reforça a lembrança e reconhecimento da marca. As principais características da comunicação por mídia indoor são:

  • Dinâmica: A diversidade de formatos de conteúdos – como vídeos e templates animados – envolvem o consumidor e captam a atenção de maneira instintiva.
  • Interação espontânea: Diferentemente de algumas estratégias digitais, a mídia indoor não é “invasiva”, apesar de estar sempre disponível para o consumidor. A tática para ser chamativa está no seu posicionamento, localização estratégica e conteúdos atrativos.
  • Atualizada: A conexão dos pontos de mídia a um software permite que os conteúdos sejam atualizados em tempo real, mantendo a informação sempre nova e interessante.
  • Segmentada: O software de gestão de Digital Signage permite a segmentação do conteúdo por canais, ou seja, cada conteúdo pode passar em todas as telas ou apenas nos pontos especificados pelo usuário.

Interessante, não é? Mas como usar a mídia indoor? Continue a leitura e saiba os principais tipos de locais que utilizam essa tecnologia.

A mídia indoor tem o papel de informar, entreter e transmitir conteúdo publicitário para o público. (Arte: Juliana Polastri)
A mídia indoor tem o papel de informar, entreter e transmitir conteúdo publicitário para o público. (Arte: Juliana Polastri)

Pontos de Mídia

Para que a estratégia de sinalização digital seja eficiente, o posicionamento das telas de mídia indoor devem priorizar ambientes em que aconteça uma destas três ações: espera, venda ou circulação.

  • Os pontos de espera consistem em ambientes de comum aguardo. Também conhecidos como “espera forçada”, os maiores exemplos são clínicas ou hospitais, refeitórios e bancos. Nesse casos, conteúdos de branding, informativos e de entretenimento distraem o espectador, diminuindo a sensação de espera.
  • Os pontos de venda são lojas, restaurantes ou qualquer comércio. A mídia se posiciona nas vitrines e frentes de caixa, para impactar os consumidores e atraí-los para os pontos de venda. Assim, as mídias atuam como um instrumento de persuasão. Os conteúdos publicitários também facilitam o cross-selling, em que o consumidor leva outros produtos além da intenção inicial de compra.
  • Os pontos de circulação são, por exemplo, corredores de shopping, aeroporto e transporte público. Esses ambientes são de alta rotatividade e alta circulação. Pílulas de informação são a melhor opção, já que o espectador passa rapidamente pelo ambiente.

Conteúdo para mídias indoor

A mídia indoor digital possibilita uma diversidade de conteúdos, o que viabiliza uma estratégia completa de comunicação. O conteúdo deve ser definido de acordo com os objetivos do negócio e demandas do mercado, considerando:

Temática

Diferentes temáticas são possíveis. A definição da melhor temática deve estar alinhada à estratégia da marca, ao ponto de mídia que o consumidor se encontra e à etapa da jornada de compra.

  • Informativo

Notícias do dia, avisos e informações em geral são temas interessantes para pontos de circulação e de espera. Geralmente são de alta rotatividade e de curta validade. Podem ser vinculados a templates dinâmicos (automatizados por feed RSS) – falaremos sobre eles logo mais.

  • Entretenimento

A temática de entretenimento é excelente para passar o tempo em pontos de espera e venda. A interação com o consumidor se dá por meio de vídeos, jogos e aplicativos interativos. A gamificação cria uma ótima impressão e experiência ao consumidor sobre a marca.

  • Branding (institucional)

Se o consumidor não lembra que sua marca existe, por que ele iria comprá-la? Branding são conteúdos com foco no reconhecimento da marca e em seu valor simbólico. Usar a identidade visual da marca, a propagação do lifestyle associado a ela, sua filosofia e missão reforçam sua reputação e podem ser usadas em todos os pontos de mídia.

Dica: Não se esqueça dos clientes internos, ou seja, os funcionários! Alinhados a outras práticas, as TVs Corporativas podem transformar seus colaboradores em verdadeiros defensores da marca!

  • Publicitário

Conteúdos publicitários têm como objetivo a venda de produtos ou serviços. Esses conteúdos podem atrair o cliente para loja em pontos de circulação ou dar opções de compra nos pontos de venda.

Dica: A inserção de um QR Code no conteúdo publicitário pode atrair o cliente diretamente para a sua loja virtual, independente de onde ele esteja.

Formatos

A customização de conteúdo em diferentes formatos é um dos diferenciais proporcionados pelo uso da mídia indoor digital. Confira suas vantagens:

Vídeos

Os vídeos estão presentes no cotidiano e impactam ainda mais as novas gerações. Para as mídias indoor, o ideal é que os vídeos tenham 30 segundos em média. O uso de animações e cores contrastadas ajudam a captar a atenção do consumidor. Lembre-se, uma mensagem breve e clara é mais eficiente nesse tipo de mídia.

Confira o que vídeos de Digital Signage precisam ter para impactarem o público!

Templates Dinâmicos

Os templates dinâmicos são aplicativos que funcionam como molde para customização de conteúdos de texto, imagem e vídeo. Os templates permitem a edição dos campos variáveis de maneira rápida e fácil. Vantajoso para comunicados e conteúdos de consumo instantâneo, como notícias do dia.

As integrações automatizadas para conteúdos com grande rotatividade funcionam a partir de provedores de notícias, como:

  • Portais jornalísticos (ex. Thomson Reuters e UOL);
  • Cotações e indicadores econômicos (ex. Bovespa e Infomoney);
  • Informes de trânsito em tempo real;
  • Previsão do tempo;
  • Status de vôos e ônibus (em caso de mídias indoor em aeroportos e rodoviárias).

Aplicativos interativos

Telas touchscreen possibilitam a interação do público com as telas de forma direta. Os aplicativos podem ser de jogos de entretenimento ou educativos. Essa interação com a tela se utiliza do conceito de gamificação e impulsiona a experiência do consumidor.

Quais são os equipamentos necessários?

Telas

As mídias indoor são especiais para o uso da tecnologia de Digital Signage. Conhecidas como LFD (Large display Format) são mais finas que TVs domésticas e podem ser agregadas a outros monitores, formando murais digitais. As telas estão disponíveis em diversos formatos e resoluções.

Saiba tudo sobre as telas aqui e entenda o melhor formato para o seu negócio.

Software

O Software de Digital Signage é responsável pela grade de programação das mídias indoor e permite a segmentação do conteúdo em diferentes canais.

Implementação e Operação

Um estudo de circulação e visibilidade é indispensável na etapa de instalação. O suporte técnico remoto e presencial e a monitoração contínua são serviços indispensáveis de um fornecedor de Digital Signage.

Conheça quais serviços são oferecidos por fornecedores de Digital Signage.

Conclusão

A mídia indoor pode destacar sua marca no mercado competitivo, possuindo as diversas aplicações que pontuamos. A definição dos pontos de mídia, instalação e operação devem estar alinhados à estratégia de marca, e, para isso, conte com nossos especialistas.

A Voxel Digital é uma empresa que oferece soluções completas de transformação digital para a sua empresa, entre em contato com nossos consultores.

Autor

Carolina Reggiani
Carolina Reggiani

Gostou? Deixe seu comentário