Como melhorar a comunicação empresarial interna em 4 passos
Como melhorar a comunicação empresarial interna em 4 passos
Como melhorar a comunicação empresarial interna em 4 passos

Como melhorar a comunicação empresarial interna em 4 passos

Daniela Leite
escrito por
Daniela Leite
Tempo de leitura: 5 minutos

Entenda a definição de comunicação empresarial e como torná-la mais efetiva e precisa, com atitudes simples que todas as equipes de comunicação podem seguir

O que é comunicação empresarial

A comunicação empresarial, comumente confundida com comunicação interna, é o conjunto de ações que configura a empresa como autoridade de informações institucionais, tanto para o público interno (colaboradores), quanto externo (clientes, mídia, potenciais clientes).

Quando se trata de comunicação empresarial externa, estamos falando de ações de marketing, declarações para a imprensa e todo material direcionado para construir e gerir a imagem da empresa para seu público consumidor e concorrentes, em diversos meios de comunicação, como propagandas de TV, mídias sociais, sites, anúncios.

Já quando nos referimos à comunicação empresarial interna, tratamos de um amplo escopo de funções da comunicação, como alinhamento dentre os colaboradores, transmissão de notícias institucionais, conteúdos educativos e outros tipos de materiais que embasam a cultura organizacional, as boas práticas, as informações de negócio e os valores da empresa perante colaboradores dos diversos níveis hierárquicos. Trata-se, principalmente, do endomarketing, ou seja, de como a empresa se apresenta perante os próprios colaboradores.

De modo geral, portanto, a comunicação empresarial visa o alinhamento interno e externo e a constante construção de uma imagem e reputação do negócio. Cada empresa possui sua linha estratégica e objetivos com a comunicação. Há algumas boas práticas que podem ajudar a tornar esses processos mais eficientes, agregando mais valor às ações realizadas internamente. Esse é o foco deste artigo, como você verá a seguir. Falaremos sobre atitudes que podem melhorar a comunicação empresarial interna, buscando soluções para acabar com ruídos e falhas que podem ocorrer em alguma etapa da comunicação. Acompanhe a seguir!

1. Analisar o contexto organizacional

Tema central de muitas teorias a respeito de comunicação corporativa, a habilidade de análise de cenários e clima organizacional é cada vez mais requerida do comunicador interno. Isso se deve ao fato de que as empresas são dinâmicas, e o clima interno pode mudar rapidamente, a depender das novas metas e posicionamentos da empresa.

São comuns nos negócios movimentações constantes, como ações e políticas de redução de custos, aumento de produtividade, redesenho de produtos, novas metas, entre outras mudanças na configuração interna.

Novos cenários demandam alinhamento, entendimento pleno das mudanças por todos, divulgação correta de informações e gestão de reputação, papel cumprido essencialmente pela comunicação. Por isso, a equipe de comunicação interna precisa estar sempre estudando e pesquisando esses cenários para ajustar a comunicação ao ritmo das mudanças. Assim, terá mais chances de ter sempre conteúdos e práticas alinhadas à situação real da empresa.

A capacidade de analisar cenários é muito importante para uma boa comunicação empresarial. (Arte: Diana Coelho)
A capacidade de analisar cenários é muito importante para uma boa comunicação empresarial. (Arte: Diana Coelho)

2. Valorizar o capital humano

Nunca se ouviu tanto falar em retenção de talentos, diminuição do turnover (veja a definição desse termo em nosso dicionário corporativo) e plano de carreira. Essas são práticas de gestão de pessoas, que visa diminuir a saída de colaboradores capacitados da empresa e fazê-los crescer dentro da organização.

Essa linha de gestão não só é importante para a consistência da empresa, como também ajuda na redução de gastos. Manter um colaborador é muito mais efetivo do que substituí-lo frequentemente. E não só pelo lado financeiro. Os colaboradores que sentem que têm um futuro na empresa costumam ser mais engajados e motivados, entregando resultados mais relevantes.

Um dos caminhos para a valorização do capital humano é a promoção do senso de pertencimento de cada pessoa que trabalha na empresa. Para se sentir pertencente à organização, o colaborador precisa estar a par das informações importantes, além de poder contar com programas de capacitação e suporte. Também é importante promover integração e convívio entre os setores e níveis hierárquicos. Tudo isso pode ser impulsionado por uma comunicação transparente, horizontal e ligada a valores e à integração. Situação essa que, mais uma vez, coloca os comunicadores como peças centrais para a realização desses objetivos.

3. Estruturar um plano de comunicação empresarial

Assim como os propósitos que falamos acima são importantes para direcionar a comunicação empresarial, a consistência das ações realizadas por esse setor definem sua relevância. Não basta uma ação pontual para alcançar uma meta comunicacional. Antes, é preciso seguir um planejamento para reforçar sua influência e presença no cotidiano dos colaboradores. É preciso definir:

  • O que comunicar – definir tipo de conteúdos relevantes para o ambiente corporativo em que se está inserido;
  • Para quem – segmentar a comunicação para dialogar com os diferentes públicos da empresa, pois podem ser necessárias abordagens diferentes sobre um mesmo assunto, a depender do setor e nível hierárquico;
  • Como comunicar – escolher os meios adequados, os horários mais relevantes, bem como a linguagem e os recursos visuais empregados;
  • O que não fazer – definir o que não combina com a comunicação da instituição, evitar fórmulas prontas, evitar algo que o concorrente também faça, e por aí em diante.

4. Escolha dos canais corretos

Como falamos no tópico anterior, um dos pontos importantes do planejamento da comunicação é a definição dos melhores meios para atingir o público. Dentre os veículos mais conhecidos, temos:

  • E-mail corporativo;
  • Painel de avisos;
  • Jornal Mural;
  • Intranet;
  • Rede Social corporativa;
  • TVs Corporativas/ Mural Digital.

Vale a pena avaliar se os meios que a empresa vem utilizando estão sendo abrangentes e efetivos. Faça essa avaliação por meio de métricas e pesquisas internas. Caso constate que muitas mensagens estão sendo perdidas pelos colaboradores, ou apenas parcialmente compreendidas, é preciso pensar em como aumentar o aproveitamento da comunicação.

Os meios digitais são uma tendência nesse sentido. Além de automatizarem a comunicação, eles asseguram métricas objetivas de audiência, sendo possível checar com precisão o alcance e a resposta a cada conteúdo. Além disso, a comunicação digital bem executada é mais atrativa, dinâmica e versátil. Isso se deve aos formatos que possíveis nas telas, como vídeos, templates, animações. Um exemplo de meio que segue esse padrão é a TV Corporativa, que transmite esses diversos formatos, dentro de uma programação exclusiva da instituição.

Se você deseja conhecer mais sobre os conteúdos para TV Corporativa, esse post pode ser útil.

Conclusão

As boas práticas de comunicação empresarial giram em torno da customização de conteúdo de acordo com o momento, situação e público da corporação. Isso se deve ao fato de que a comunicação efetiva abrange o meio ideal, o conteúdo preciso e as necessidades do público. Pense nesses pilares para estruturar a comunicação de sua empresa, e conte com a tecnologia para ajudar a otimizar os processos!

Deixe um comentário com dúvidas ou sugestões sobre o que você deseja ler sobre comunicação empresarial. Vamos adorar ajudar!

Autor

Daniela Leite
Daniela Leite

Jornalista por formação, especialista em conteúdo, acredita no potencial da informação para transformar o mundo.

Gostou? Deixe seu comentário