Billigste Strømleverandør | Forbrukslån lav Rente | Bytte Vegger | Billigste Internett | Beste Bilforsikring | Hjemmealarm | Alarmer | Boliglån Rente

5 dicas para escolher a plataforma para o seu EAD

5-dicas-para-escolher-a-plataforma-para-o-seu-ead

Quem trabalha com educação não tem dúvida: a expansão do mercado para cursos a distância é cada vez maior. Não temos a tradição de outros países, que, antes mesmo da internet, já ofereciam cursos por cartas pelos correios. No entanto, o dinamismo brasileiro, a alta demanda por mão de obra capacitada e o acesso crescente a computadores e internet favorece o crescimento dessa modalidade no Brasil.

Ainda assim, começamos há pouco tempo a tirar o atraso, então ainda há muitas dúvidas sobre qual plataforma usar e o que é de fato necessário para construir um bom curso a distância. Anote estas 5 dicas para escolher a plataforma para o seu EAD e o sucesso só dependerá do seu conteúdo!

1 – Escolha uma infraestrutura de vídeos completa

Procure saber qual o suporte que a plataforma dá para receber vídeos. Este é um ponto basal de uma plataforma de EAD, pois vídeos são a principal engrenagem do seu curso. Mesmo que você trabalhe com textos, os alunos demandam cada vez mais um material interdisciplinar e multimidiático, que possa ser ouvido e visto em diferentes momentos e que não demande apenas a concentração total dele, como para a leitura dos textos.

Quando se indagar sobre a infraestrutura de vídeos, não se atenha apenas à qualidade da imagem, mas à existência de algumas ferramentas inovadoras, como a possibilidade de legendar o material, por exemplo, já que a expansão cultural do Brasil pode implicar em oportunidades de negócios na América Latina.

2 – Confira a segurança da plataforma

Não se esqueça do mais importante: a infraestrutura deve ser segura. Veja se a plataforma funciona em protocolos https e se tem uma boa proteção contra invasores. Entregar o conteúdo em larga escala e com qualidade é importante, mas não se esqueça de zelar pela propriedade do material desenvolvido.

Além disso, veja se o site é certificado. Basta olhar no canto direito da barra de navegação (em um ícone de cor verde). Ao clicar em cima do ícone, você pode visualizar os certificados de segurança. Se o site oferece uma conexão segura, o conteúdo será criptografado, dificultando as ações dos hackers.

3 – Ajuste seu Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA)

O Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) é a ferramenta que vai gerenciar os conteúdos, é a interface para o consumidor dos cursos que você pretende ofertar. Assim, é importante que ela seja a cara da sua empresa — e do seu mercado consumidor também, claro.

Por isso, personalize o ambiente. Utilize suas cores e logos, customize o layout para o aluno saber que ele está na SUA página. É o que chamamos de interface 100% white label: além do design, você pode mudar a estrutura dos seus conteúdos e adaptar o conceito de cada curso para seu formato próprio.

Um bom ambiente virtual de aprendizagem deve ajudar a compreender o consumo do seu conteúdo. Por exemplo, é importante saber se o vídeo está sendo assistido até o final ou se os conteúdos estão sendo baixados. Use os dados coletados pela plataforma para verificar como melhorar o atendimento aos alunos, e mensurar seus resultados.

4 – Dê atenção à gestão on-line

No dia a dia, o seu contato com a plataforma será bem focado na gestão: gestão de alunos, de equipes, de finanças, etc. É por isso que a plataforma precisa, além dos requisitos técnicos, permitir que você faça, ao mesmo tempo, a manutenção dos seus conteúdos didáticos e a análise estratégica dos hábitos dos seus participantes.

Essa integração vai permitir que você otimize seu tempo e foque mais no conteúdo que quer ofertar — e em fazer seus cursos serem um sucesso. Uma boa plataforma deve permitir que você veja o que falta para aumentar a assertividade do seu conteúdo, delimite o acesso a cada membro da sua equipe e gerencie todos os aspectos importantes do curso.

5 – Organize as finanças do seu curso pela plataforma

Um ponto crucial da gestão on-line que merece atenção especial é a gestão financeira. Confira se é possível emitir pagamentos, transferir recursos e analisar o fluxo de pagamentos que determinados cursos estão gerando pela plataforma.

As plataformas atuais já se integram à bilhetagem, fazem análises financeiras e incentivam a compra dos cursos ao longo da navegação. O usuário vai poder fazer tudo isso em um só lugar, e o melhor: você fica sabendo de tudo e melhora cada vez mais a experiência do aluno, sempre de acordo com a demanda do serviço que você oferece.

Agora você está preparado para escolher a plataforma para o seu EAD para diversos segmentos de mercado. Não interessa se seu curso é para Instituições de Ensino, Universidades, se são cursos Livres, Preparatórios ou para Universidades Corporativas. A solução sempre passa por essas dicas. Assim que você tiver em mãos uma plataforma que atenda às suas necessidades, a automação e simplificação da sua educação a distância estarão no caminho certo.

Ainda tem dúvidas sobre os aspectos importantes de uma plataforma para hospedar seus conteúdos? Entre em contato conosco ou deixe um comentário aqui no blog!

(Visited 3.129 times, 2 visits today)
Guia definitivo para vender cursos online
  • Adriano Alves

    Vocês tem algumas opções das melhores plataformas disponíveis no mercado?